Convênios

PORTABILIDADE BANCÁRIA: ENTENDA O QUE É PORTABILIDADE E COMO FAZÊ-LA!

quarta-feira, 22/09/2021 13:13

Conteúdo: Banco Alfa

Muitas pessoas não sabem o que é portabilidade bancária e acabam perdendo a oportunidade de migrar para empresas que ofereçam melhores condições de taxas e de crédito.

O que é portabilidade bancária?

A portabilidade bancária é o nome dado à possibilidade de um cliente migrar de um banco para outro que apresente maiores vantagens, como melhores taxas de juros para empréstimo, custos menores de manutenção de contas etc.

Esse é um direito garantido ao consumidor desde 2006, graças a lei de resolução nº 3402, que estipula que o banco original não pode impedir a saída do cliente e fica responsável por efetuar a movimentação, mediante a solicitação.

Como funciona a portabilidade bancária?

É importante entender como a portabilidade bancária funciona.

Agora que você já sabe o que é portabilidade bancária, é importante entender como ela funciona.
A portabilidade bancária pode ser solicitada tanto para a alteração da sua conta como para mudança relativa aos seus créditos.

Portabilidade de crédito

A portabilidade de crédito permite transferir suas dívidas de um banco para outro com melhores condições de pagamento. Ou seja, você poderá transferir seu empréstimo ou financiamento para outra instituição que ofereça juros mais baixos, por exemplo.

Nesse caso, a nova instituição paga a sua dívida para a primeira e refinancia o saldo devedor pela taxa combinada. Não há cobrança de IOF sobre essa operação e nem de taxa bancária extraordinária.

Mas os bancos podem recusar as propostas de consumidores que não cumpram com os requisitos de renda mínima ou que tenham problemas no seu histórico. Se for solicitar essa portabilidade, sempre confira o Custo Efetivo Total (CET) para saber se a modalidade realmente compensa e se não existem outras taxas embutidas.

Quem pode solicitar a portabilidade de crédito e como fazer esse processo?

A portabilidade de crédito pode ser solicitada por qualquer pessoa física que tenha um contrato vigente de operação de crédito com alguma instituição financeira integrante do Sistema Financeiro Nacional (SFN).

Para os empréstimos consignados, esse tipo de solicitação pode ser feita por aposentados, pensionistas, servidores públicos e trabalhadores com carteira assinada.

Como fazer a portabilidade

Entender o que é portabilidade é essencial para garantir uma operação segura.

O primeiro passo para fazer a portabilidade de crédito é solicitar as informações com seu credor atual e ler novamente o contrato firmado. Depois, você terá de informar ao banco ou financeira que deseja migrar:

•  número do contrato;
•  saldo devedor atualizado;
•  demonstrativo do saldo devedor;
•  modalidade do empréstimo;
•  taxa de juros anual (nominal e efetiva);
•  prazo total remanescente;
•  sistema de pagamento;
•  valor de cada prestação (valor principal + encargos);
•  data do último vencimento da operação.

O que pode ocorrer, nesses casos, é o banco onde você tem o empréstimo enviar uma contraproposta para que você permaneça com eles. Caberá a cada usuário avaliar a contraproposta e aceitá-la ou não.

Antes de efetivar a transferência, sempre confira o contrato com a nova instituição financeira, as taxas de juros e outras taxas que podem incorrer no seu empréstimo, garantindo que a transação será vantajosa.

A partir disso, o novo banco ou financeira irá transferir o dinheiro para o banco da dívida original, liquidando o empréstimo antecipadamente e fará um novo refinanciamento com você, de acordo com as taxas estipuladas.

Quais as vantagens e desvantagens da portabilidade de crédito?

Além de entender o que é portabilidade, é importante pensar nas vantagens e desvantagens desse serviço.

A portabilidade de crédito oferece muitas vantagens ao consumidor, como:

  • possibilidade de optar pelo banco ou financeira, escolhendo aquele que ofereça menores taxas ou melhores condições;
  • no caso dos empréstimos consignados, se a nova parcela ficar menor, você terá mais margem consignável liberada, podendo, por exemplo, contratar novos empréstimos;
  • a portabilidade de crédito é uma operação isenta de tarifas(exceto para transferência de crédito imobiliário);
  • não existe um limite de vezes em que você pode solicitar a portabilidade, desde que parte do contrato tenha sido paga;
  • é possível transferir dívidas de qualquer valor;
  • não há limite de parcelas pagas à outra instituição;
  • você consegue concentrar as dívidas em um só banco, como aquele em que você já tem conta, facilitando o controle do seu orçamento.

Mas, por outro lado, é importante ficar atento, pois a portabilidade deixa de ser vantajosa caso o novo banco ofereça taxas maiores ou seu empréstimo já esteja perto de ser finalizado, por exemplo.

Neste conteúdo, você aprendeu o que é portabilidade bancária e de crédito e viu como essa solução pode ajudar a economizar, principalmente optando por bancos ou financeiras com condições melhores, como taxas de juros reduzidas ou valores menores para suas operações.

Conteúdo: Banco Alfa

Gommo Desenvolvimento de Site e Lojas Virtuais em Belo Horizonte Agência Digital Belo Horizonte